Sempre tive diários. Gostava de escrever para organizar os sentimentos, para me recordar quando fosse preciso. Quando surgiram os blogs, aprendi que poderia escrever online, que o meu diário não precisaria ser secreto. A maturidade ensina que o sentimento é muito mais profundo que o cotidiano, embora seja uma soma de cotidianos. Aprendi que compartilhando tudo isso, a gente sente que não está sozinha.

Quando Duda nasceu, abandonei esse blog por um bom tempo. Esqueci o quanto ele me fazia bem. Esqueci o quanto eu amo escrever. Deixei muita coisa esfriando na vida. Mas a realidade volta e nos ensina que precisamos também pensar em nós, que precisamos de equilíbrio para poder levar tudo com mais tranquilidade, para ser fortes nos momentos que de fato precisaremos de força, para ter fé sem questionar.

Há três anos me coloquei em uma rotina maluca de mãe e trabalho. Parei de pensar em mim. Na verdade, eu não fazia questão. Mas um dia essa conta vem, a casa desmorona de fato. Entendi que eu precisava mesmo era desacelerar. Entendi que as coisas não precisam 100% da minha presença. Consegui entender que têm pessoas especiais que podem fazer o que eu faço no momento que eu preciso de pausa. Fiz um projeto egoísta, eu sei, mas precisava dele para me sentir minha de novo: coloquei silicone, voltei para a academia e resolvi retomar o blog. Fiz isso pensando exclusivamente em mim, principalmente porque precisava fazer as pazes comigo mesma. Aprendi que tenho uma equipe que posso confiar. Aprendi a delegar mais e a viver mais. Assumi que não dou conta sozinha de toda rotina de casa e trabalho. Contratei pessoas para me ajudar.

Voltei a escrever, mas muito mais sobre meus pensamentos. Pensei em criar outro blog, mas esse é a minha casa, foi aqui que fiz a maioria das amigas desse mundo blogueiro. O que!baderna deu origem ao buffet e sou muito grata por tudo o que dividi aqui. Mas mudei de nome. Eu mudei e o blog mudou comigo. O Casa da Liz é a minha casa, meus pensamentos, receitas e o que mais quisermos dividir por aqui. Ainda tem decoração, mas não é somente esse mais o foco. Ainda tem muita coisa de rotina doméstica, mas saiba que não estou fazendo tudo sozinha. Tentei, mas pedi ajuda quando descobri que não podia abraçar o mundo. Ainda adoro minhas artes que faço em casa, mas tenho bem menos tempo para isso. Quando faço, amo e divido aqui! Tenho recebido muitos emails e pessoas que me encontram dizendo o quanto se identificaram com algum texto, o quanto foi bom ler isso em algum momento da vida. E isso me deixa feliz em compartilhar tudo com vocês. Obrigada, de todo meu coração.

 

Liz é publicitária, empresária e mãe da Maria Eduarda. Ama blog, decoração, viagens, reciclagem e festas. Apaixonada pelo marido e pelo Johnny Boy, o baby de 4 patas.