Dia das mãesEsse foi meu quarto dia das mães desde que Duda nasceu. E todos os anos comemoramos de uma forma diferente. No primeiro dia das mães com ela nos braços, eu estava cansada demais para pensar em qualquer coisa. Ela tinha 7 meses e simplesmente não dormia. Então, foi quando pensei em almoçarmos fora. Fomos todos em uma churrascaria. Estava lotada, tinha fila. Esperamos muito por uma mesa, o lugar estava desorganizado e naquele dia prometi que nunca mais sairia para almoçar no dia das mães. Três dias depois, Duda teve a primeira amigdalite (raro em crianças menores de 1 ano) e, mesmo sendo amamentada no peito, já tomou seu primeiro antibiótico. Prometi de novo que nunca mais sairia para almoçar no dia das mães.

No ano seguinte, fizemos um churrasco. No ano passado, minha mãe fez um almoço na casa dela. Na semana passada ela me ligou: vamos em um restaurante almoçar no dia das mães? Nem pensar. Eu faço o almoço. Minha mãe disse que estava cansada para cozinhar e eu me propus a fazer uma feijoada (só assim para convencer mamãe a desistir do restaurante). Quem quiser ver minha receita de feijoada light é só clicar aqui.

Foi bem corrido. Pensei em fazer a feijoada no sábado – não deu. Quem trabalha de fim de semana sabe como é corrido. Mas sempre pensei que feijoada feita um dia antes fica mais gostosa. Engano meu. Acordei às 7h no domingo e fui direto para a cozinha. Fui fazendo por partes na panela de pressão, depois fui juntando tudo em ym caldeirão maior. Antes das 10h30 já estava tudo pronto e o caldo já estava grosso.

Como feijoada sempre faz sucesso por aqui, vieram todos: sogra, mãe, cunhados, irmão e companhias! Duda estava feliz por receber todos em casa. Desde que ela nasceu, não fizemos tantas festas como antes. Ultimamente tenho resgatado as reuniões que fazíamos. Agora, penso que vou fazer todo ano a Feijoada do dia das mães, até que vire tradição!

Comentários do Facebook

Liz é publicitária, empresária e mãe da Maria Eduarda. Ama blog, decoração, viagens, reciclagem e festas. Apaixonada pelo marido e pelo Johnny Boy, o baby de 4 patas.