Depois que vi o post da Gloria (do blog Casa da Gloria) dizendo que instalou e como instalou o papel de parede, achei que eu também poderia tentar.

Para a minha sorte, convoquei o maridón para ajudar em uma linda tarde de domingo. Já vou falar antes: dá trabalho (e muito!), mas vale a pena. Se você for marinheira de primeira viagem como eu, reserve umas 4 horinhas para isso e chame mais uma pessoa para ajudar. O trabalho em dois, além de mais divertido, é bem mais fácil, né?

E o PAP Liz?

01. Coloquei a cola de molho no balde com água. Tentei misturar, mas ficaram muitos grumos. Esperei as 2 horas recomendadas para ver se dissolviam. Dissolveram um pouco, mas não o suficiente. Então, assim como a Glória, bati no liquidificador e esperei mais 1 hora.

Cola em pó para ser dissolvida em água
Não consegui dissolver toda a cola e bati no liquidificador

02. Enquanto isso, comecei a medir a parede e quantas faixas iria precisar. Pelas minhas medidas, eu precisaria de 7 faixas de papel. O certo é deixar uma folga de 10 cm. Então, se a parede (depois do rodapé até o começo do rodateto) tem 265 cm, teria que cortar o papel com 275 cm. Mas, a partir da segunda faixa, antes de considerar os 10 cm, é preciso igualar o desenho com a primeira faixa, lado a lado, no chão mesmo. Só depois de igualado que você deve considerar os 10 cm. A diferença, é considerada perda. Aqui, a perda foi bem pequena.

03. Tire as tampinhas das tomadas e interruptores e separe um estilete bem afiado e uma espátula igual aquelas usadas pelos pintores. Além dessa espátula, usei uma espátula própria para aplicar adesivo de parede para espalhar melhor a cola depois que apliquei o papel na parede e para que o meu papel não ficasse com bolhas.

04. Usei um rolo para espalhar a cola no papel, mas você pode usar também uma trincha.  (ó eu aí na foto, com aquela mega olheira de domingo! kkkkkkk)

05. Como morro de medo de altura (ui, confessei!), maridón que subia na escada para colocar o papel na parede. Eu ia ajeitando a parte de baixo, para dar continuidade no desenho. Nas tomadas, passe o papel por cima, como se a tomada não estivesse lá. Depois, aproxime o papel com a espátula do pintor e corte com o estilete.

Basicamente, foi assim que fizemos. É claro que não sou nenhuma profissional na instalação do papel de parede, mas acho que o resultado foi muito bom. 

Depois, prometo fazer um post só da suíte do casal. Mas esse post ainda vai demorar um pouquinho, porque quero fazer um detalhe antes de mostrar.

Liz é publicitária, empresária e mãe da Maria Eduarda. Ama blog, decoração, viagens, reciclagem e festas. Apaixonada pelo marido e pelo Johnny Boy, o baby de 4 patas.