O primeiro corte de cabelo de Duda foi aos 8 meses. Ela tinha muitas falhas e o cabelo estava bem desigual. Nessa idade, era tranquilo porque eu podia sozinha decidir as coisas! E agora, ela resolveu cortar os cabelos – só as pontinhas para ser mais sincera. E eu fiz o video Cortando o cabelo com 3 anos.

Durante todo o esse tempo não cortei mais o cabelo da Duda. Antes, porque não havia necessidade. Depois, porque quando ela começou a entender, passou a não querer de forma alguma. Cada vez que eu falava em cortar o cabelo, era uma sessão de choros e não por favor.

Achei melhor não tocar mais no assunto. Acho que cada criança tem seu tempo. Para tudo. Por mais que o cabelo dela estivesse acordando sempre com nós e bagunçados, esperei ansiosamente pelo dia que ela me pedisse para cortar os cabelos. O corte de cabelo não precisaria ser um trauma.

Lembro de uma vez que estávamos na casa de alguns amigos e um deles disse que iria levar a Duda para cortar o cabelo. Foi choro e cena dramática na certa. Demorei cerca de 10 minutos para acalma-la. Expliquei que ela só cortaria o cabelo quando estivesse preparada e que não era o momento. E assim, deixei.

Um belo dia, ela chegou em casa e disse:

– Mamãe, quero cortar os cabelos.

– Quer mesmo Duda?

– Sim mamãe, só as pontinhas.

Esperei alguns dias e ela pediu de novo. Então, marquei em um salão próprio para crianças. Marquei logo depois da aula de música e contei para ela. Ela estava em um bom momento, feliz e tranquila. Logo que chegamos, foi bem tranquilo e ela não esperou muito para sentar no jipe e começar o corte. 5 minutos depois, toda aquela paciência já tinha acabado e ela ainda tinha bastante cabelo para cortar. Aí que a gente improvisa com os brinquedinhos disponíveis. Quer ver mais? Clica em play no video!

Share Button

Liz é publicitária, empresária e mãe da Maria Eduarda. Ama blog, decoração, viagens, reciclagem e festas. Apaixonada pelo marido e pelo Johnny Boy, o baby de 4 patas.